José Eduardo dos Santos poderá ser enterrado em Barcelona

0
247

O Tribunal de Barcelona ordenou a autópsia do corpo do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos, que morreu esta sexta-feira, em Barcelona, ​​a pedido da sua filha Tchizé dos Santos.

Dada a pressão exercida pelo governo de Angola – vários vários membros deslocaram-se a Barcelona para levar o corpo de volta ao seu país e realizar um funeral de Estado contra a vontade do ex-presidente de ser sepultado em Barcelona – os escritórios de advocacia Carmen Varela Family Lawyers e Molins Criminal Defense emitiram um comunicado no qual enumeram as várias razões pelas quais o corpo de José Eduardo dos Santos deve permanecer em Barcelona.

Entre os motivos apresentados, a advogada de Tchizé salienta o facto de a família de Eduardo dos Santos estar a ser alvo de “uma forte perseguição política liderada ideologicamente pelo novo governo de Angola e pelo presidente João Lourenço”.

Além disso, a família considera que João Lourenço quer aproveitar a morte de Eduardo dos Santos para fazer um funeral de Estado e “simular uma aproximação e unidade com o ex-presidente de Angola” e passar a “imagem de unidade desejada pelo partido que atualmente governa o país”.

O antigo presidente da Angola estava há duas semanas internado nos cuidados intensivos de uma clínica em Barcelona. Neste período, a filha Tchizé dos Santos apresentou uma queixa junto da polícia da Catalunha, argumentando que o antigo chefe de Estado de Angola não estava a ter os cuidados que considerava adequados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here